Páginas

25.7.08

Skagway - o ouro e o resto













Nem so' por glaciares se vem ao Alasca.

Estive ontem em Skagway, pequena povoacao que foi cenario de uma das maiores corridas ao ouro no fim do sec. XIX.

Em 17 de Agosto de 1896, George Washington Carmack e dois indios descobriram uma grande pepita no rio Klondike - o suficiente para se desencadear uma verdadeira invasao que, em poucos meses, trouxe 'a regiao multidoes (fala-se em mais de 100.000 pessoas) que, apenas ajudadas por cavalos, se precipitaram por montes e vales escarpadissimos.

Em 1898, comecou a contrucao da linha ferrea White Pass & Yukon Route - outra aventura, num total de 177 kms, com altitude maxima de 880 metros, que atravessa a fronteira entre os EU e o Canada', concluida em apenas dois anos, com temperaturas que chegavam a rondar os -60 graus F...

Durante mais de oitenta anos, este caminho de ferro foi o suporte da economia da regiao. Encerrado em 1982, acabou por ser reaberto seis anos mais tarde, com novos exploradores a bordo: turistas.

Num percurso por montes, rios e vales, absolutamente fabuloso, comboios com dezenas de carruagens transportam o novo ouro do seculo XXI, neste pequeno povoado que faz questao em manter as suas antigas fachadas como se alguem ainda por ali andassse 'a procura de pepitas.

24.7.08

Turismo do sec. XXI

Fotos, postais, carimbos no passaporte?
Nao so': coleccione as suas IP's...


Domain Name
in-addr.arpa ? (Unknown)
IP Address
216.7.151.# (MARITIME TELECOMMUNICATIONS NETWORK)
ISP
MARITIME TELECOMMUNICATIONS NETWORK
Location
Continent
:
North America
Country
:
United States (Facts)

22.7.08

E o glaciar aqui tao perto















Nao sei se Freud alguma vez se preocupou com o fascinio por glaciares, mas dava-me jeito porque o meu e' inabalavel. A luz, as cores, a quietude e o silencio cortado por aquele especie de ronco, que precede a quebra e a queda do gelo, pregam-me ao chao.

Estive horas no meio de um deles, Hubbard de seu nome - segundo os folhetos "um dos glaciares alpinos mais compridos do mundo". Impressionante, belissimo.

Mais invejas? Parece que ha' um pouco de calor por ai'. Eu estou com 9 graus...

'A minha volta, os camaradas turistas alegram-se e comem de manha 'a noite - sobretudo os americanos, obscenamente felizes e anafados. O dia a dia no cruzeiro e' insolito e dava certamente para varios filmes - o que Jacques Tati nao faria com isto.

20.7.08

Algures muito a Norte















Rumo ao Alasca, comecei por Vancouver convencida de que o piloto automatico da Lufthansa me tinha levado por engano para Xangai, tantos sao os chineses por tudo quanto e' sitio. Ignorancia minha porque andam por la' desde meados do sec. XIX, primeiro na corrida do oiro, depois na construcao dos caminhos de ferro do Pacifico. Foram ficando, outros vieram e sao hoje 35% da populacao de Vancouver. Impressionante.

Terceira cidade do Canada', agradavel, com mais restaurantes do que canadianos e multidoes de turistas.

Nem imagino quantos cruzeiros de la' partem todos os dias, a caminho do Alasca. Aquele em que vou passa-se num monstro flutuante de doze andares, onde eu e 2.499 outros nos vamos perdendo (a falta que me tem feito o GPS!...) e onde me propoem, para hoje, duas paginas de actividades que vao de um seminario sobre olhos inchados a pontos duplos para obter niqueis ou encontros para casais em lua-de-mel.

Amanha ja' iremos a terra para ver florestas, bichos e, sobretudo, glaciares. Ainda bem porque foi para isso que vim.

Entretanto, andam por esse mundo fora, de um lado para o outro, milhoes de turistas acidentais ou mais ou menos compulsivos como eu.

Crise? Qual crise?