Páginas

15.7.17

Dica (587)



"Irei dar água aos girassóis" (Godelieve Meersschaert) 

«Finalmente! Estou de novo a acreditar que a justiça existe e que estou a viver num país democrático. Não faço parte dos corpos gerentes da Associação Cultural Moinho da Juventude desde 06/01/2015, mas continuo a ser sócia do Moinho e moradora no Bairro do Alto da Cova da Moura. (…)

No dia 25 de novembro de 2016 a polícia agrediu gratuitamente um grupo de moradores que estavam a festejar a Santa Catarina. Partiram a cabeça dum morador, cuja esposa trabalha nas limpezas do Instituto Camões. O filho de 5 anos ainda hoje não consegue perceber porque é que a polícia agrediu o pai. Dois moradores ficaram com o braço partido. A Amnistia Internacional tem dado apoio para denunciar esta situação. Pessoalmente comecei a perder a crença na justiça. Comecei a questionar-me sobre as redes internas que proporcionam tantos arquivamentos. Hoje, encontrei uma vizinha de 79 anos. Ela suspirou: "Sim, alguns jovens portam-se mal, mas há polícias que os tratam como se fossem bichos. Ainda bem que serão julgados pelo que fizeram no dia 5 de fevereiro."» 
.

0 comments: